Posted by: In: Sem categoria 18 jul 2019 Comentários: 0

download

A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. A autora da proposta, deputada Liziane Bayer (PSB-RS), ressaltou a importância do trabalho dos hospitais filantrópicos para o sistema de saúde brasileiro.

“De acordo com o Ministério da Saúde, a rede filantrópica possuía, em 2018, 1.819 estabelecimentos hospitalares em todo o País, sendo responsável por mais de 50% das internações de média e alta complexidade e por, aproximadamente, 37% dos leitos disponíveis no Sistema Único de Saúde”, disse.

“A despeito de sua importância, essas entidades têm passado por uma grave crise financeira. Em 2018, a dívida do setor chegou a R$ 23 bilhões, segundo a Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos. Isso tem impactado negativamente a capacidade de atendimento: de acordo com a entidade, em 2015, foram fechados 218 hospitais sem fins lucrativos, 11 mil leitos e 39 mil postos de trabalho”, acrescentou.

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Posted by: In: Sem categoria 12 jul 2019 Comentários: 0

esocial-logo

Prezados clientes e parceiros,

Muito tem se falado sobre o eSocial, foram 03 reportagens em um único dia, em diferentes abordagens!

A meta é simplificar o dia a dia do empregador e em consequência , estimular a geração de postos de trabalho. “O eSocial será substituído por um sistema bem mais simples em 2020. Vamos simplificar e desburocratizar e permitir que o estado e o empregador se unam para gerar crescimento” disse Rogério Marinho. A modernização simplificação da ferramenta foi decidida após discussões e consultas realizadas com diversos setores da sociedade.

E foi assim que o projeto de simplificação do eSocial foi anunciado.

Em 2020 será disponibilizado dois novos sistemas, um para atender a Receita Federal e outro para atender o trabalho e previdência. Ademais um modelo para as grandes e médias empresas e um ambiente mais simplificado para atender as micro e pequenas empresas.

Até lá continuaremos enviando as informações no sistema atual do eSocial e seguindo o cronograma já divulgado.

Atenção entidades, se vocês já organizaram os processos, incluíram novas rotinas, sensibilizaram os gestores quanto ao cumprimento da legislação, enviaram documentação em tempo hábil, nada foi em vão!

Hoje temos um ambiente com uma sequencia de eventos mais complexos do que teremos futuramente, porém nada foi em vão.

Podemos observar a evolução que o setor de pessoal teve , o quanto melhorou a comunicação entre os setores, o quanto de não conformidades foram verificadas e ajustadas e o quanto ainda será necessário.

Portanto mantenha-se atualizado, acompanhe de perto estas mudanças, estude a legislação porque em 2020, com ou sem esocial devemos cumprir a legislação e prezar pela transparência de nossas entidades.

E para finalizar, estamos juntos nessa, conte com a Audisa para manter-se atualizado!

Posted by: In: Sem categoria 19 jun 2019 Comentários: 0

48070381783_dba0bb9b9d_z

Prezados Clientes e Parceiros,

Como já amplamente divulgado, foi lançado o programa do BNDES para as Santas Casas,  com o objetivo de aprimorar a gestão das entidades filantrópicas de saúde. O programa conta com R$ 1 bilhão para apoio as entidades e hospitais filantrópicos.

O novo BNDES Saúde contará com dois subprogramas: um voltado à implementação de melhorias de gestão, governança e eficiência operacional e outro para implantação, ampliação e modernização das instituições.

A entidades interessadas deverão apresentar diagnóstico institucional e plano de ação elaborado por empresa independente.

Por isso, a AUDISA com grande experiência em Projetos anteriores do BNDES Saúde, PROSUS e PROIES estará disponibilizando os serviços de assessoramento e elaboração do Plano de Ação e Plano de Capacidade Econômica e Financeira necessários para viabilizar a tomada do crédito.

Mais informações, favor contatar consultoria@grupoaudisa.com.br .

Grupo AUDISA

Posted by: In: Sem categoria 18 jun 2019 Comentários: 0

esocial

O eSocial passará por uma série de mudanças nos próximos meses. Portaria divulgada pelo Ministério da Economia, nesta quinta-feira (13), passa a gestão do eSocial para a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Com isso, compete à Secretaria “promover a simplificação do eSocial no que se refere à prestação de informações e à linguagem, para maior acessibilidade e eliminação de redundâncias”, além de “divulgar as ações relacionadas à implantação, aperfeiçoamento e manutenção” do sistema.

A portaria nº 300 ainda institui o novo Comitê Gestor do eSocial, que agora será composto por representantes da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho; Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil; Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade; Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital; e Instituto Nacional do Seguro Social.

De acordo com a portaria, compete ao Comitê Gestor propor diretrizes, a simplificação do sistema, a divulgação e a elaboração de calendário de substituição das declarações fiscais, previdenciárias e trabalhistas que integram a plataforma.

Além disso, a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital deve apresentar, em um prazo de 30 dias, propostas para simplificar o desenvolvimento e a implantação do eSocial.

Para o presidente da Fenacon, Sérgio Approbato Machado Junior, a expectativa é que as mudanças promovam maior celeridade e simplificação ao eSocial, atendendo uma demanda recorrente das empresas que vêm encontrando uma série de dificuldades na hora de cumprir esta obrigatoriedade. “É urgente que o poder público simplifique o sistema e o deixe mais intuitivo, que retire as redundâncias e facilite a atuação das empresas. A Fenacon tem conversado com o governo de forma constante sobre o tema e vamos acompanhar de perto as mudanças que serão propostas, contribuindo com ideias e sugestões para melhorar o ambiente de negócios”, destacou.

Posted by: In: Sem categoria 18 jun 2019 Comentários: 0

Informaçoes

A Audisa tem mais uma novidade para os seus clientes e parceiros!

Criamos um grupo de WhatsApp para recebimento de cursos, informações e outros. Quer entrar? É só acessar o link aqui.

Posted by: In: Sem categoria 13 jun 2019 Comentários: 0

audisa_eventos_(4)

Depois da 13° Imersão Contábil 2019 com a transmissão de muito conhecimento sobre o 3° setor, agora é a vez dos sócios do Grupo Audisa iniciarem a semana em cursos e congressos para se aprofundarem ainda mais sobre o tema. Confira a agenda completa:

Alexandre Chiaratti, Mateus Ferreira e Geraldo Nonato estiveram na Conferência Ibracon
Alexandre Chiaratti esteve presente e palestrando no Festival ABCR
Ricardo Monello esteve no Congresso Brasileiro do 3° Setor
Eduardo Melo esteve no AMCHAM CEO FORUM

Posted by: In: Sem categoria 31 maio 2019 Comentários: 0

Site--Noticias

 

Correndo pelo Terceiro Setor é a nova campanha da Audisa e a marca da sua entidade poderá ser uma das selecionadas para estampar a nossa camisa em várias corridas esportivas E o melhor: gratuitamente!

Quer participar? Basta ser cliente da Audisa e mandar um e-mail para consultoria@grupoaudisa.com.br

Em breve divulgaremos o resultado! Boa sorte.

Posted by: In: Sem categoria 18 abr 2019 Comentários: 0 Tags: , ,

Untitled-2

 

Queremos agradecer a visita de todos no FIFE – Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica, reiterar o orgulho da Audisa em participar do fórum que a cada ano vem crescendo, agrupando pessoas do Brasil e de outros países em defesa e também no desenvolvimento do terceiro setor e das atividades de impacto social. E por fim, os participantes também puderam conhecer os serviços de auditoria e consultoria que o grupo Audisa desenvolve e atende em todo o Brasil.

Grupo Audisa

Posted by: In: Sem categoria 11 ago 2017 Comentários: 0

sampa-1185662

O Programa Nota Fiscal Paulista, que transferiu mais de 600 milhões de reais a organizações da sociedade civil paulistas nos últimos dez anos, teve novas mudanças anunciadas pelo Governo do Estado de São Paulo, em evento realizado ontem na capital paulista.

As três mudanças principais são:

º A extinção das urnas foi adiada para dezembro – até lá, ainda será possível os consumidores doarem as notas diretamente às organizações da sociedade civil, que as cadastrarão;
º A partir do ano que vem, o repasse às organizações será mensal, não mais semestral;
º Será possível escolher uma organização preferida no sistema e, a partir daí, toda vez que oconsumidor solicitar “CPF na nota”, ela será automaticamente doada para essa organizaçãoselecionada.

Apesar das mudanças, que foram anunciadas com o argumento de mostrar o apoio da administração pública para o setor, o Governo do Estado de São Paulo reforçou o discurso de criminalização das organizações da sociedade civil, dizendo haver organizações criadas com oobjetivo exclusivo de captar notas fiscais – quando, sabe-se, para aderir ao Programa, era preciso cumprir com requisitos colocados pelo próprio Governo do Estado, que fiscalizava oingresso de novas organizações.

A notícia oficial do Governo sobre as mudança encontra-se disponível emhttp://www.saopaulo.sp.gov.br/

Fonte: http://captadores.org.br/

Posted by: In: Sem categoria 10 mar 2017 Comentários: 0

Photo of old church in sepia, stylized to old photography with noise, grain, and artifacts.

A Subseção I Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1) do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou recurso de um pastor da Igreja Metodista contra decisão da Sétima Turma do TST que afastou a possibilidade de reconhecimento do vínculo de emprego com a instituição. O entendimento foi o de que não há elementos suficientes para descaracterizar o cunho religioso da relação estabelecida entre o pastor e a igreja.

Segundo a Sétima Turma, apesar da similaridade com a relação empregatícia, o vínculo formado entre a Igreja Metodista e o pastor é destinado à assistência espiritual e à propagação da fé, “em proveito, não da pessoa jurídica eclesiástica, mas, sim, da comunidade atendida pelo templo religioso”.

O pastor interpôs embargos à SDI-1 alegando que foram comprovados os requisitos dos artigos 2º e 3º da CLT, que tratam do vínculo de emprego. Apontou, a fim de demonstrar divergência jurisprudencial, decisão da Terceira Turma do TST que reconheceu o vínculo entre um pastor e a Igreja Universal do Reino de Deus.

O relator dos embargos, ministro João Batista Brito Pereira, explicou que, naquele caso, a Terceira Turma partiu de pressupostos fáticos não reconhecidos na decisão da Sétima Turma. Entre outros aspectos, a decisão registrava que os pastores da Universal eram treinados para campanhas de arrecadação de receitas, “servindo a religião de meio para o convencimento dos fiéis e angariação de valores”. Eles também trabalhavam pela remuneração mensal, “como vendedores da ideologia religiosa da entidade, com subordinação a metas de arrecadação, sob pena de despedida”.

Brito Pereira frisou que essas condições não foram reconhecidas na decisão da Sétima Turma, que, para afastar o vínculo de emprego, considerou apenas que, apesar de estarem presentes os requisitos dos artigos 2º e 3º da CLT, “a natureza da prestação dos serviços decorria da vocação religiosa e visava à propagação da fé”.

Acompanhando o voto do relator, a maioria dos ministros da SDI-1 não conheceu do recurso de embargos, ficando vencidos os ministros João Oreste Dalazen e Renato de Lacerda Paiva.

(Lourdes Tavares/CF)

Processo: E-RR-1000-31.2012.5.01.0432

A Subseção I Especializada em Dissídios Individuais, composta por quatorze ministros, é o órgão revisor das decisões das Turmas e unificador da jurisprudência do TST. O quorum mínimo é de oito ministros para o julgamento de agravos, agravos regimentais e recursos de embargos contra decisões divergentes das Turmas ou destas que divirjam de entendimento da Seção de Dissídios Individuais, de Orientação Jurisprudencial ou de Súmula.

Fonte: http://www.tst.jus.br